top of page

Chip desenvolvido em Israel substitui animais em testes de medicamentos

Chip imita tecidos humanos e dispensa a exploração de animais em testes de medicamentos. Desenvolvida por pesquisadores da Universidade Hebraica de Jerusalém, em Israel, tecnologia pode reduzir o tempo utilizado no processo de criação de novas drogas, que costuma levar de quatro a seis anos, para alguns meses.

Método pretende livrar os animais da exploração cruel e reduzir o tempo no processo de desenvolvimentos de novos medicamentos. (Foto: Universidade Hebraica de Jerusalém)

Pesquisadores da Universidade Hebraica de Jerusalém, em Israel, desenvolveram uma terapia promissora contra o câncer sem realizar nenhum teste em animais. Um chip que reproduz tecidos humanos ajudou o grupo de cientistas a testar novos medicamentos para combater efeitos colaterais do tratamento da doença.


O estudo usou o chip para combater lesões no fígado e no rim de pacientes com câncer que tomam certos medicamentos, como cisplatina ou ciclosporina. Com o equipamento, os cientistas adicionaram empagliflozina – substância que melhora os níveis de glicose no sangue e é usada no tratamento de diabetes tipo 2 -, simulando os efeitos combinados dessas drogas em tecidos humanos para evitar a destruição de parte dos órgãos.


O que os especialistas descobriram ao usar o chip como base para os testes é que a empagliflozina pode ser usada junto com esses medicamentos fundamentais no tratamento do câncer para limitar os danos que eles costumam causar aos seres humanos.


Aprovação da Food and Drug Administration - FDA


Os pesquisadores submeteram a terapia testada com o chip à aprovação da Food and Drug Administration (FDA), agência americana que regula o uso de medicamentos. Os resultados do estudo foram publicados na revista 'Science Translational Medicine'.


“Até onde sabemos, essa é a primeira vez que uma droga está dando esse passo sem testes em animais, e a razão é que eliminamos essa necessidade usando nossa tecnologia do 'humano em um chip'”, disse o professor Yaakov Nahmias, pesquisador responsável pelos estudos.


Nahmias espera que esse primeiro teste bem-sucedido com o chip contribua não só para excluir animais do ciclo de testes de medicamentos, mas também agilize e barateie o desenvolvimento de remédios.


“Levar um medicamento ao ponto de testes clínicos normalmente leva de quatro a seis anos, centenas de animais e custa milhões de dólares", disse.


Agilidade nos testes


O tempo necessário para testes caiu com o uso da tecnologia. A redução na pesquisa feita em Israel sobre o impacto de medicamentos contra o câncer no rim e em outros órgãos com o uso do chip foi de oito meses.


Esse 'chip biológico' possui esferóides renais humanos - uma cultura de células esféricas – e incorpora sensores para analisar o metabolismo do tecido. Com isso, é possível imitar o efeito das drogas e sua interação em órgãos humanos sem incluir nenhum ser vivo no processo de testagem.





Solidarize-se com os animais da APIPA


Solidarize-se com os cães e gatos carentes assistidos pela APIPA. O nosso centro de acolhimento está sempre superlotado, operando com o dobro de sua capacidade, sendo necessário que se faça coletas diárias de doações de ração, material de limpeza, medicamentos veterinários e jornais. Um dia de consumo de ração no abrigo equivale a 25 kg para os cães adultos e entre 12 e 15 kg para os gatos, sem contar os filhotes. Para fazer a higienização do abrigo, usamos diariamente 5 litros de desinfetante e 5 litros de detergente, além de muito saco de lixo, esponjas, vassouras e rodos. O amigo interessado em ajudar pode entregar os donativos diretamente na sede da Entidade, ou ainda, se preferir, fazer as doações em dinheiro por meio de depósitos bancários (contas abaixo).



A protetora Isabel Moura, que é uma das fundadoras e membro da atual diretoria executiva da APIPA, fala um pouco sobre a importância da adoção de animais carentes e o trabalho que a Entidade desenvolve na reabilitação de cães e gatos resgatados em situação de maus-tratos e abandono (vídeo).



Devido à pandemia, as visitas ao abrigo da APIPA sofreram algumas restrições, sendo agora necessário que o visitante faça prévio agendamento por meio do Instagram.








Como ajudar a APIPA


Existem diversas formas com as quais o amigo pode participar para contribuir com o trabalho assistencial da APIPA. Um modo bem simples e rápido de ajudar é fazer as doações em dinheiro por meio de transferência/depósito bancário (contas abaixo). O amigo também pode fazer doações (online) por meio do PagSeguro. Lembrando que a nossa associação sobrevive unicamente de doações. Não deixe de oferecer a sua solidariedade em prol do bem-estar dos nossos bichinhos carentes. Ajude-nos!




Faça a sua doação de ração para cães e gatos:


CONTAS BANCÁRIAS DA APIPA (doações)


CNPJ: 10.216.609/0001-56

  • Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8 Pix: apipa.bbrasil@gmail.com

  • Caixa Econômica Federal Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0 Pix: apipa.cef@gmail.com

  • Banco Santander Ag: 4326 / CC: 13000087-4




Com informações da CNN Brasil

Comments


bottom of page