top of page

Ajude! Cãozinho doente é abandonado na porta da APIPA

Atualizado: 20 de dez. de 2020

Amigos, mais um cachorrinho doente foi descartado na porta do nosso abrigo. O pequeno pinscher, batizado de Bingo, está com erliquiose canina e carrega sequelas neurológicas. Sendo uma vítima de maus-tratos e da negligência de humanos sem consciência, este inocente vivencia grande sofrimento e precisa agora da nossa solidariedade.

Venha ajudar esse inocente vítima da negligência de humanos cruéis. (Foto: APIPA® / Facebook)

Mais um caso de perversidade humana envolvendo descarte de animal doente na porta do centro de acolhimento da APIPA, entre tantos outros que corriqueiramente acontecem. Nesta ocorrência criminosa, um pequeno cãozinho da raça pinscher, que batizamos de Bingo, foi despejado à nossa porta num ato desumano de extrema crueldade e covardia, certamente praticado por gente de índole perversa e sem escrúpulos que queria, a qualquer custo, livrar-se da responsabilidade de cuidar, porquanto o inocente em questão padecia de enfermidades graves, precisando de urgentes cuidados veterinários.


O quadro clínico deste bichinho é bastante grave e inspira muitos cuidados, pois ele sofre com erliquiose canina e carrega diversas sequelas neurológicas, não estando também descartada a possibilidade de ele ter cinomose. Bingo foi acolhido pela APIPA na noite de sexta-feira, dia 23, sendo levado à clínica Criar Centro Veterinário, onde foi internado para receber os primeiros cuidados veterinários e retornou ao abrigo da Entidade na quarta-feira, dia 28, para continuar o tratamento visando sua reabilitação.


Bingo precisa agora, entre outros cuidados, tomar as medicações indicadas pelo médico veterinário, que também prescreveu o uso de tapetes higiênicos, além de recomendar diversas sessões de acupuntura e fisioterapia durante o tratamento do cachorrinho.


Pedimos aos amigos que nos ajudem neste momento difícil, oferecendo sua solidariedade para minimizar o sofrimento deste bichinho que espera por nossa ajuda.


Venha ajudar. (Foto: APIPA® / Facebook)


Aqui, emitimos um pequeno alerta àqueles que praticam tais atos bárbaros, lembrando que os crimes de maus-tratos praticados contra os pets já são punidos com prisão do infrator. Voltamos a reiterar que a APIPA não é um depósito de animais. A Associação clama pela conscientização, compreensão e colaboração da sociedade, pois não dispõe de condições financeiras nem de espaço físico para abrigar tantos novos animais, uma vez que a superlotação gera mais sofrimento aos bichinhos do abrigo.


Neste momento de extrema dificuldade, pedimos a compreensão de todos e, mais uma vez, suplicamos à sociedade teresinense para que assuma a responsabilidade sobre a tutela de seus animais e não tente repassar o dever, que é seu, à APIPA.






Como ajudar a APIPA


Existem diversas formas com as quais o amigo pode participar para contribuir com o trabalho assistencial da APIPA. Um modo bem simples e rápido de ajudar é fazer as doações em dinheiro por meio de transferência/depósito bancário (contas abaixo). O amigo também pode fazer doações (online) por meio do PagSeguro. Lembrando que a nossa associação sobrevive unicamente de doações. Não deixe de oferecer a sua solidariedade em prol do bem-estar dos nossos bichinhos carentes. Ajude-nos!




Faça a sua doação de ração para cães e gatos:


CONTAS BANCÁRIAS DA APIPA (doações)


CNPJ: 10.216.609/0001-56

  • Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8 Chave Pix: apipa.bbrasil@gmail.com

  • Caixa Econômica Federal Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0 Chave Pix: apipa.cef@gmail.com

  • Banco Santander Ag: 4326 / CC: 13000087-4




Comments


bottom of page