Saiba o que são as coronaviroses canina e felina

Atualizado: Abr 7

Entenda: a Covid-19 é uma doença que só atinge os humanos (pandemia atual), sendo causada pelo novo coronavírus. Entretanto, existem o coronavírus canino (causa diarreia em cães) e o coronavírus felino (causa peritonite em gatos) que só desenvolvem doença nos pets.

Fique atento às falsas informações (fake news), para não ser enganado. É muito importante esclarecer que os cães e gatos não desenvolvem a Covid-19 nem são os transmissores de tal doença para as pessoas. Vale informar, também, que as coronaviroses canina e felina somente infectam os pets, e não são transmissíveis aos humanos. Não se engane, guarde e proteja o seu amiguinho inocente. (Imagem: Petz)

A chegada do novo coronavírus e o isolamento de um cachorro que convivia com uma pessoa doente em Hong Kong provocaram grande apreensão entre os tutores de animais de estimação. Mas já se sabe que a doença não se desenvolve em cães e gatos. Não há evidências de que os pets possam ser infectados ou transmitir a Covid-19 aos humanos, assegura a Organização Mundial da Saúde (OMS). Essa família de vírus (coronavírus), no entanto, já é bem conhecida no meio veterinário.


Segundo o veterinário Marcelo Quinzani, o coronavírus canino causa diarreia em cães e o coronavírus felino causa peritonite em gatos, mas não são transmissíveis aos seres humanos.


Para a coronavirose canina existe vacina, conhecida como V8 ou V10, e a doença não requer muitos cuidados. No caso da coronavirose felina, que causa a peritonite infecciosa felina (PIF), não existe vacina, mas a doença é restrita a esses animais (gatos).


CFMV: como cuidar dos animais durante pandemia do coronavírus


Coronavirose nos pets


A veterinária Caroline Mouco, do Hospital Vet Popular, afirma que o diagnóstico precoce facilita o tratamento, mas filhotes, animais idosos ou com deficiência imunológica correm riscos. Cães podem ser imunizados, mas a higiene do ambiente também é importante para a prevenção, disse ela. Confira perguntas e respostas acerca deste tema:


O que é o coronavírus canino e quais são os sintomas?


O coronavírus canino, chamado cientificamente de CCoV, diferentemente do coronavírus causador da Sars ou Mers, tem como sintomas diarreia e vômitos. Caso não tratado, as consequências são desidratação, prostração e podem levar a óbito, especialmente quando associados a outras doenças. A contaminação ocorre por via oro-fecal, de cão para cão, deixando filhotes, idosos ou animais imunodeprimidos mais suscetíveis.


Qual é o tratamento?


O tratamento consiste em dar suporte para o cão afetado, estabilizando os sintomas e fortalecendo o sistema imunológico para que este combata o vírus, já que não há um remédio que combata diretamente este agente.


Qual é o risco para o animal?


O risco se agrava quando se trata de filhotes, animais idosos ou imunossuprimidos. Outro fator complicador é quando a coronavirose surge juntamente com outra doença, como a parvovirose. Nesse caso, o risco de óbito é maior. Porém, quando diagnosticado previamente, aumenta consideravelmente as chances de reabilitação do paciente.


Há como prevenir a doença?


Sim. A vacina múltipla, conhecida como V10 ou V8, previne os cães da coronavirose canina. Ainda assim, cães vacinados podem apresentar a doença, mas em uma gravidade consideravelmente menor, caso isso ocorra. A higiene no ambiente é outro fator importante que deve ser conciliado com a vacina, evitando fezes expostas e o contato do cão com excrementos de outros cães. O uso de desinfetantes é fundamental para a prevenção.


Alguma raça está mais suscetível à doença?


Não há raças com incidência maior. Os mais suscetíveis são os filhotes, idosos e imunodeprimidos.


Há transmissão para humanos?


Não, o coronavírus canino não passa para os humanos. O coronavírus possui diversas cepas, e o canino (CCoV) em nada se assemelha com o Sars ou Mers.


E os gatos, também são afetados?


Coronavírus para os gatos são o FECV e o FIPV, também não são transmissíveis para os humanos, apenas entre felinos. Tem seus sintomas ligados a diarreia e vômito, também. Assim como a coronavirose canina, não se relaciona com problemas respiratórios.


Há risco de o novo coronavírus ser transmissível para animais?


A cada dia novas descobertas estão sendo feitas. Sabe-se que animais silvestres podem ter relação com a transmissão para os humanos, o inverso não há relatos. O que há de fato é que o coronavírus chinês que ataca o sistema respiratório inicialmente, pode ter seu risco de infecção diminuído com hábitos básicos de higiene, como evitar contato com outras pessoas doentes, lavar as mãos com frequência, utilizar álcool gel e evitar aglomerações, entre outros cuidados.


Ajude! APIPA pede que as doações continuem durante pandemia


Veja como lavar as mãos de forma segura


Veja quais os passos a percorrer para ter as mãos seguras. Segundo a OMS, lavar as mãos com frequência é uma medida de proteção eficaz para prevenir o contágio. A recomendação é de que as mãos sejam bem lavadas com água e sabão/sabonete ou, no dia a dia, com a utilização de algum tipo de gel desinfetante à base de álcool. Saber fazer essa higienização de forma segura é importante para se evitar o contágio de muitas doenças causadas por vírus. Veja o procedimento adequado no vídeo abaixo.


Assista ao vídeo / A Gazeta ES


Coronavírus: face mais cruel da pandemia é abandono de animais


Como ajudar a APIPA


Existem diversas formas com as quais o amigo pode participar para contribuir com o trabalho assistencial da APIPA. Um modo bem simples e rápido de ajudar é fazer as doações em dinheiro por meio de transferência/depósito bancário (contas abaixo). O amigo também pode fazer doações (online) por meio do PagSeguro. Lembrando que a nossa associação sobrevive unicamente de doações. Não deixe de oferecer a sua solidariedade em prol do bem-estar dos nossos bichinhos carentes. Ajude-nos!


Faça a sua doação de ração para cães e gatos:

Ajude! Falta ração para alimentar mais de 300 animais famintos


CONTAS BANCÁRIAS DA APIPA (doações)


CNPJ: 10.216.609/0001-56

  • Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8

  • Caixa Econômica Federal Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0

  • Banco Santander Ag: 4326 / CC: 13000087-4


Abandono de animais aumenta e APIPA pede ajuda em Teresina


AJUDE os animais carentes do abrigo da APIPA


APIPA suspende temporariamente as visitas e adoções de animais, em cautela à pandemia de coronavírus. No entanto, vem lembrar aos amigos que a rotina interna em seu centro de acolhimento continua com seu funcionamento normal, pois não pode parar. Pedimos que continuem ajudando, fazendo as doações.


Ajude! APIPA pede que as doações continuem durante pandemia


Para adotar um amiguinho em Teresina, conheça o abrigo de animais carentes da APIPA (adoções de animais temporariamente suspensas por conta da pandemia).


Com informações do Bom Pra Cachorro

APIPA® - ASSOCIAÇÃO PIAUIENSE DE PROTEÇÃO E AMOR AOS ANIMAIS

CNPJ: 10.216.609/0001-56

BANCO DO BRASIL
Ag: 3507-6 / CC: 57615-8

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0

BANCO SANTANDER
Ag: 4326 / CC: 13000087-4

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon

contato.apipa@gmail.com

Rua Trinta e Oito, 1041 - Loteamento Vila Uruguai - Bairro Uruguai (6 quadras após a UNINOVAFAPI)

Teresina, PI - CEP 64073-167

COPYRIGHT © 2018

Site criado pela Pix Marketing Digital

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon