• Apipa

Regras e cuidados para transporte de animais no carro

Ter a companhia do seu pet em uma viagem vai exigir que você conheça as regras e os cuidados sobre o transporte de animais dentro do veículo. Entenda como fazer isso de forma segura.

Os animais de estimação estão cada vez mais presentes no cotidiano das famílias. Conforme dados do IBGE, em 2015 eles já ultrapassavam o número de crianças nos domicílios brasileiros. Muitos deles até dormem na cama com os tutores, têm alimentação especial, são assistidos por plano de saúde e fazem visitas constantes no pet shop. Ou seja, acompanham as rotinas diárias dos seus tutores onde quer que eles estejam. Portanto, ter a companhia dos pets dentro do carro tornou-se uma prática habitual – e ousamos dizer, prazerosa para ambos. O que muita gente ainda não sabe, é que apesar de parecer divertido, transportar animais soltos dentro do carro é uma prática muito perigosa e, por isso, proibida pelo Código de Trânsito Brasileiro. (Imagens: AuauMania)

Seja para uma viagem longa, uma ida ao médico veterinário ou apenas um passeio na casa da vovó, muito provavelmente alguma vez na vida você vai andar de carro com seu animalzinho. Mas o transporte de animais no carro exige alguns cuidados em prol da segurança. Para isso existem leis que obrigam os motoristas a prestarem atenção nestes cuidados, sob a pena de multas.


Mas hoje em dia existem inúmeras soluções para você fazer uma 'road trip' com seu peludo sem perigo e dentro da lei.


Assista ao vídeo / TV Cidade Verde


Por dentro da lei


Segundo o CTB (Código de Transito Brasileiro), a Lei 9.503 (23 de Setembro de 1997) possui alguns artigos que se aplicam ao transporte de animais no carro. São eles:


Art. 235 - Conduzir pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados:

  • Infração: grave;

  • Penalidade: multa;

  • Medida administrativa: retenção do veículo para transbordo.

Se o motorista infringir essa lei, ele pode perder até 5 pontos na carteira, pagar uma multa, além de ter o carro apreendido.


Art. 252 - Dirigir o veículo:

II – transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas.

  • Infração: média;

  • Penalidade: multa.

Muito comum as pessoas levaram o animalzinho no colo e ainda deixá-lo curtir o vento com a cabeça para fora. Pois é, mas isso pode gerar uma multa, e você ainda expõe o seu amiguinho ao perigo.


Art. 169 - Dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança:

  • Infração: leve;

  • Penalidade: multa.

Se o animal está solto no carro, ele oferece risco ao motorista, podendo tirar a atenção do mesmo da direção. Ficar andando de um lado para outro, pular no colo do motorista, entre outras trapalhadas típicas dos nossos bichinhos, podem causar acidentes e por isso entram nesse artigo de lei, gerando uma multa e três pontos na carteira.


Formas seguras de transportar os animais no carro


O transporte indevido do seu animalzinho no carro não causa apenas a perda de pontos na carteira e uma multa para pagar, isso pode também gerar acidentes graves e colocar em risco a sua segurança e a do seu pet.


Por isso hoje em dia existem algumas ferramentas que permitem levar seu bichinho para passear de carro de forma segura e confortável.


CAIXINHA DE TRANSPORTE


É a forma mais indicada e segura: colocar seu cachorro ou gato dentro da caixinha rígida e prender a alça com o cinto de segurança. Pronto! Seu pet vai estar seguro e confortável dentro da casinha e ela ficará bem presa por conta do cinto, evitando o risco de se soltar ou tombar.


Esse método é o mais indicado para o transporte dos gatos, sendo a única forma de transportar os felinos de forma segura. Esses bichos odeiam mudanças, ainda mais se for para ficar chacoalhando de um lado para o outro na estrada. Na caixinha eles ficarão mais protegido e, se estiver bem firme, quase não vão sentir o movimento do carro.


Claro que, para isso funcionar, seu animal deve estar habituado a andar dentro de uma dessas caixinhas, mas é fácil treiná-los e a adaptação é bem rápida.


CADEIRINHA


Essa pode ser uma boa opção se o seu animalzinho não curtir muito ficar preso dentro da caixinha, já que permite uma sensação maior de liberdade.


Funciona assim: a cadeirinha (que é praticamente um cestinho) vai presa no banco do carro e o animalzinho preso pela coleira dentro dessa cadeirinha. São recomendadas para cachorros pequenos até uns 10 quilos.


CINTO DE SEGURANÇA


Para cachorrinhos de todos os tamanhos, especialmente os grandões, o cinto de segurança é uma ótima opção. É como se fosse uma guia normal que você prende direto no lugar que prende o cinto do carro.


Muitas pessoas prendem a guia normal do cachorro no cinto de segurança do carro e isso é errado e perigoso da mesma forma. O cinto para transporte de animais é especial para isso e possui um tamanho que faz com que o cachorro fique firme e não tenha liberdade no banco de trás, para não atrapalhar o condutor do veículo.


Existem modelos que prendem na coleira, mas o peitoral é o mais indicado, pois proporciona maior segurança ao cachorrinho. Mas lembre-se de comprar um produto de qualidade para que cumpra os objetivos dele, que é manter seu animal seguro caso aconteça algum acidente.


GRADE DE SEGURANÇA


Se o seu animal é muito grandão, além do cinto, você deve providenciar uma grade de proteção. Existe de diversos materiais e formatos. Ela é colocada entre o banco de trás e a parte da frente do carro. Assim, seu cachorrão curioso não vai conseguir colocar a cabeça do seu lado para xeretar se você está dirigindo bem, evitando assim, motivos para sua distração.


E fique atento: mesmo com todos os aparatos de segurança e tudo nos conformes dentro da lei, não é todo bichinho que curte um passeio de carro. Por isso lembre-se sempre de deixar o carro bem ventilado e fresquinho, não dar muita comida antes de fazer uma viagem um pouco mais longa e, se seu animal não gostar mesmo desses passeios, não forçá-lo para evitar um estresse ao bichinho.


Alexandre Rossi, o Dr. Pet, junto com a sua mascote Estopinha e o cãozinho Barthô ensinam como transportar seu animal no carro. O especialista em comportamento animal indica as maneiras corretas e seguras de conduzir seu cachorro (vídeo).


Assista ao vídeo / Alexandre Rossi


AJUDE os animais carentes do abrigo da APIPA


Dia da APIPA: doze anos de amor e luta em prol dos animais


Participe da Vaquinha Virtual para quitar as dívidas da APIPA.


Para ADOTAR um amiguinho em Teresina, PI, conheça o abrigo de animais carentes da APIPA.


Com informações do Petlove

APIPA® - ASSOCIAÇÃO PIAUIENSE DE PROTEÇÃO E AMOR AOS ANIMAIS

CNPJ: 10.216.609/0001-56

BANCO DO BRASIL
Ag: 3507-6 / CC: 57615-8

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0

BANCO SANTANDER
Ag: 4326 / CC: 13000087-4

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon

contato.apipa@gmail.com

Rua Trinta e Oito, 1041 - Loteamento Vila Uruguai - Bairro Uruguai (6 quadras após a UNINOVAFAPI)

Teresina, PI - CEP 64073-167

COPYRIGHT © 2018

Site criado pela Pix Marketing Digital

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon