• Apipa

Passeios diários: importância desta prática para o cachorro

Com um pouco de disposição e disciplina é possível alcançar melhores resultados nos passeios diários com o cachorro. Entenda a importância desta prática para o bem-estar do seu amiguinho.

Filhotes só podem passear após as vacinas iniciais e liberação do veterinário. Sem este cuidado, pode fazê-los contrair alguma doença, visto que ainda não estão completamente imunizados. O passeio ajuda na ligação entre cão e humano, pois é um momento extremamente importante para o animal, que vai além da atividade física, e que deve ser compartilhado com você. (Foto: Guabi Natural)

Todos sabemos da importância do passeio diário para o nosso cão, e temos que ter a disposição necessária para fazê-lo. Na prática, ter a disciplina diária para realizar esta atividade faz toda a diferença no que diz respeito aos resultados.


Razões para fazer passeios diários com o cão


  • É sua fonte principal de exercício Embora tenha espaço em casa, no quintal, nos jardins, etc., levar o cão para passear deve ser a principal fonte de exercícios de seu pet e não há outra atividade que possa substituir isso. Temos que considerar que um cão necessita de entre meia e uma hora de passeios diários para queimar a energia que ele tem acumulada e obter os benefícios do exercício. Para o tutor, os passeios também o manterão ativo, dinâmico e saudável.

  • Maior interação entre tutor e cão A melhor forma de fazer com que seu cão e você se mantenham mais unidos é o passeio diário. Se o fizermos de forma correta, levar o pet para passear reforçará sua liderança e, embora você possa não acreditar, isso ajudará a fazer com que o seu cão confie mais em você e, portanto, que siga mais suas ordens porque ele te respeita mais.

  • Nosso amigo terá o entretenimento que necessita O passeio diário é uma boa forma de fomentar o estímulo físico e mental de nosso pet. Um cão que se entedia diariamente tem a tendência a ter comportamentos destrutivos, a estar ansioso, a latir e, em algumas ocasiões, até a ser agressivo. A alternativa para ajudar a resolver tudo isso é o passeio diário.

  • Desenvolve a disciplina e o treinamento A rotina do passeio diário contribui com estabilidade para seu cão e para você, como tutor. Trata-se de uma oportunidade muito importante para reforçar o treinamento, se você o fizer corretamente: caminhar juntos, adaptar-se à sua velocidade, parar e sentar antes de atravessar ruas, andar até que você lhe dê a ordem, etc. Neste sentido, você terá que saber combinar os momentos de disciplina com os de ócio.

  • Socialização com outros cães Se seu cão tiver dificuldades para se socializar, caminhar em grupo é uma excelente opção para que ele se socialize com outros cães. Sempre é possível organizar um grupo de passeio entre vizinhos e amigos que também tenham cães.

  • Manter o peso de seu amigo Se o nosso amigo está com sobrepeso, ele também corre mais risco de contrair muitas enfermidades. Para evitar isso, você tem que ajudá-lo a se manter em forma acompanhando-o em um passeio diário. Além de manter seu estado ideal de peso, você conseguirá, com isso, regularizar sua digestão, evitando, por exemplo, a constipação.

  • Facilidade para dormir O cansaço que o passeio diário provoca em nossos pets fará com que eles comam e durmam melhor.


O tempo de passeio


Apesar de não haver um tempo preestabelecido para os passeios com o cão, é recomendável que se faça pelo menos um passeio por dia com o cachorro, de forma que ele se exercite e gaste energia. Alguns veterinários recomendam três passeios moderados diários, dividindo-os de forma equilibrada ao longo do dia.


Seguindo a personalidade do nosso cão, deveremos dedicar mais ou menos tempo aos passeios. Se tivermos um animal muito dinâmico, que gosta de sair à rua, o melhor é investir longos momentos de passeio para proporcionar um modo de queimar sua energia. Se, pelo contrário, nosso cão for tranquilo, ou de idade avançada, não serão necessárias longas caminhadas ou intermináveis passeios.


O que fazer durante o passeio?


É importante que os passeios sejam frequentes, mas também que o nosso amigo se divirta. Entre as coisas que o nosso amigo pode fazer, estão:

  • Cheirar e farejar. Como sabemos, o olfato é o sentido mais desenvolvido de nossos amigos. E precisam exercitá-lo diariamente. O melhor momento é o do passeio.

  • O contato com outros de sua espécie. Vimos as vantagens da socialização com outros cães.

  • As brincadeiras entre os tutores e os cães contribuem com importantes benefícios para ambos.

  • Assim como acontece com as pessoas, também os nossos amigos cães adoram visitar lugares novos, onde nunca estiveram antes. Novos parques, áreas ao ar livre, etc.


O destino do passeio com o nosso cão


Onde ir durante o passeio dependerá de onde você vive. Por exemplo, na montanha, na cidade, ou em uma pequena região perto da praia. Em qualquer um dos casos, é recomendável dispor de uma lista de vários lugares onde se possa levar o cão para passear. Com isso conseguiremos fazer com que o nível de estimulação do nosso amigo seja maior do que se sempre frequentarmos o mesmo local ou fizermos a mesma rota.


Benefícios de conviver com um cachorro para sua saúde


+ 10 cuidados para melhorar os passeios


Não há nada mais desesperador para o tutor de um cão do que não poder passear com seu animal de estimação tranquilamente, sem que o animal corra na frente, puxe a coleira com agressividade, etc. Pensando nisso, separamos para você 10 dicas úteis para melhorar os passeios com o seu cachorro.


1. A coleira


Esse é o elemento mais importante na hora dos passeios, já que a tranquilidade da caminhada dependerá da coleira. Entretanto, o tipo de coleira que utilizamos normalmente, envolvendo o pescoço do animal, não é o mais adequado. Ela provoca uma pressão exagerada sobre o pescoço do animal quando ele puxa ou tenta correr.


A longo prazo, o uso de coleiras não provoca somente problemas durante os passeios, mas pode ocasionar também lesões cervicais e até hérnias em nossa mascote.


2. O peitoral


As guias do tipo peitoral são muito menos perigosas que as coleiras, já que envolvem o dorso do animal e não causam traumas com tanta violência quando o cão empurra ou puxa. Controlando o peitoral, é possível deixar os passeios muito mais tranquilos.


3. O controle durante os passeios com seu cão


Manter a calma é essencial na hora de sair para passear com nosso amigo peludo e também antes do passeio. Dizer frases como “vamos passear?” apenas deixam o animal excitado com a expectativa e transformam as idas à rua em algo estressante. O cão deve enxergar o passeio com normalidade e disciplina.


4. Liberdade


Nosso animal de estimação não gosta de andar amarrado em guias e coleiras. Mas sabemos que, em alguns momentos, ele pode se comportar corretamente se ficar solto. Podemos ir a parques, campos ou lugares onde sabemos que ele estará a salvo de perigos (carros, estradas etc.) e permitir que ele corra livremente, cheirando tudo o que queria, sempre sob nossa completa vigilância. Esses momentos de liberdade são ótimos para tranquilizar nosso amigo peludo, que lembrará deles nos próximos passeios.


5. Recompensas


Os petiscos e guloseimas são a chave do aprendizado de um cão. Devemos reforçar o bom comportamento do nosso animal e com as recompensas isso fica muito mais fácil. Se o repreendermos, tudo será mais complicado.


6. Identificação


É fundamental que todo cão traga a todo momento uma placa de identificação com os telefones mais atualizados do tutor. Você também pode identificá-lo com um microchip implantado sob a pele. Assim, se o animal escapar de suas mãos, se a guia soltar ou qualquer outro imprevisto acontecer, ele terá muito mais chances de regressar são e salvo para casa. Se por algum motivo nosso animal de estimação se perder, esses dispositivos ajudarão a recuperá-lo.


7. Quando o cão se solta durante os passeios


Alguns comportamentos dos cães são muito parecidos com os das crianças pequenas. Quando eles acabam se soltando, é certo que começarão a correr. O melhor que podemos fazer em um momento como esse é segui o animal, mas sem correr e gritar, pois ele pode pensar que se trata de uma brincadeira. O melhor é ir andando calmamente e, quando o cão nos vir, devemos agachar e sentar no chão, chamando-o calmamente e oferecendo algum petisco ou seu brinquedo favorito, a fim de que ele se aproxime.


8. As necessidades


É muito importante limpar o cocô de nosso cão e não levará mais do que alguns segundos. Dessa forma, manteremos uma boa convivência com os vizinhos, o meio ambiente ficará mais limpo e evitaremos que, no passeio do dia seguinte, você ou o seu bicho de estimação pise na sujeira do dia anterior.


9. Marcando o território


Todos os cães possuem um forte instinto territorial e, portanto, sentem a necessidade de marcar território por onde passam, assim como cheirar árvores e postes para saber quais cães passaram por ali. Dessa forma, seja paciente com a sua mascote e deixe que ela cheire e marque o território à vontade, já que todos os cães fazem isso.


10. O latido


Latir para outros cães ou pessoas durante os passeios pode ser algo bastante irritante. Para evitar que isso aconteça, temos que distrair o nosso amigo. Nós, como tutores, sabemos quando estão prestes a latir. Nesses momentos, podemos distrai-los e dar-lhes um pequeno empurrão, fazendo com que se virem para nós, oferecendo uma recompensa, brinquedo ou brincando com ele. Dessa forma, eles ficarão distraídos e evitaremos que nossos vizinhos sejam incomodados com os latidos.


Seguindo todas essas dicas você verá que os passeios serão muito mais tranquilos e seu cão irá agradecer imensamente a você.


Dez dicas para que seu cachorro seja mais feliz a seu lado


Ajude a APIPA


APIPA inicia vaquinha virtual com objetivo de quitar elevadas dívidas em clínicas veterinárias. Para participar nesta corrente de amor e solidariedade e dar a sua contribuição para nos ajudar a pagar as nossas dívidas, pedimos que acesse a página da campanha na Kickante para fazer a sua doação à APIPA. Participe e nos ajude agora (link abaixo)!


Ajude! Vaquinha arrecada fundos para quitar dívidas da APIPA


Vaquinha: chame 2 amigos para doarem com você e ganhe brinde da APIPA


Abandono de animais aumenta e APIPA pede ajuda em Teresina


AJUDE os animais carentes do abrigo da APIPA


Para adotar um amiguinho em Teresina, conheça o abrigo de animais carentes da APIPA.


Com informações de Meus Animais

APIPA® - ASSOCIAÇÃO PIAUIENSE DE PROTEÇÃO E AMOR AOS ANIMAIS

CNPJ: 10.216.609/0001-56

BANCO DO BRASIL
Ag: 3507-6 / CC: 57615-8

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0

BANCO SANTANDER
Ag: 4326 / CC: 13000087-4

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon

contato.apipa@gmail.com

Rua Trinta e Oito, 1041 - Loteamento Vila Uruguai - Bairro Uruguai (6 quadras após a UNINOVAFAPI)

Teresina, PI - CEP 64073-167

COPYRIGHT © 2018

Site criado pela Pix Marketing Digital

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon