top of page

Nova Zelândia proíbe exportação de animais vivos

Atualizado: 10 de out. de 2022

A Nova Zelândia aprovou uma lei que proíbe a exportação de animais vivos por via marítima. Com isso, os exportadores de gado ficarão impedidos de exercer essa exploração perversa a partir de abril de 2023, que é o prazo final para a abolição da prática naquele país.


A PETIÇÃO, que já se aproxima das 600 mil assinaturas, solicita ao Senado Federal que aprove o Projeto de Lei 357/2018. A norma estabelece a proibição dessa prática comercial perversa no Brasil, a exportação marítima de animais vivos. (Foto: Magda Regina)

Um Projeto de lei que visa proibir a exportação de animais vivos na Nova Zelândia foi aprovado em sua terceira e última leitura no Parlamento, no último dia 28 de Setembro. A norma legal estabelece que a exportação de bovinos, caprinos e ovinos vivos por via marítima será interrompida definitivamente até 30 de abril de 2023, sendo exemplo para o mundo e um marco civilizatório naquele país.


Segundo o Ministro da Agricultura da Nova Zelândia, Damien O'Connor, a medida visa preservar a imagem do país diante do mundo com relação às práticas que envolvem exploração animal. "A proibição protegerá a reputação da Nova Zelândia quanto aos padrões de bem-estar animal".


"Os animais sofrem com a exportação de animais vivos há anos. Isso não poderia esperar mais", disse a porta-voz do Partido Verde, Chlöe Swarbrick.


Em Setembro de 2020, foram suspensas as exportações de gado vivo após a embarcação 'Gulf Livestock 1' ter naufragado, causando a morte de 43 tripulantes e 6.000 bovinos que estavam a bordo. A tragédia trouxe à tona questionamentos acerca dos riscos desse tipo de operação comercial e impulsionou mudanças visando a proibição definitiva da exportação por via marítima.


A luta pela proibição do transporte de animais vivos por via marítima envolve entidades e ativistas da causa animal em todo o mundo. Com um simples gesto, você também pode participar. Assine a petição que pede o fim da exportação de animais vivos pelo Brasil. (Foto: Jornalíssimo)

Essa aprovação vem como resultado de anos de luta dos movimentos de proteção animal para acabar com essa prática intrinsecamente cruel com os animais e que acarreta enormes impactos ao meio ambiente.


Esperamos que este exemplo seja reproduzido em outros países do mundo, especialmente no Brasil, que ainda exporta bovinos vivos.



PETIÇÃO - proibição da exportação de animais vivos no Brasil


Você também pode contribuir para acabar com essa terrível e vergonhosa atividade comercial. Faça um gesto de solidariedade assinando a PETIÇÃO que solicita ao Senado brasileiro que aprove o Projeto de Lei 357/2018. Esse PL estabelece a proibição, em âmbito nacional, da exportação de animais vivos para fins de abate em outros países. Juntos, nós podemos construir um mundo de compaixão pelos animais. Participe!



Ajude a Apipa adquirindo os nossos modelos exclusivos de camisas







Concorra a um MEGA PRÊMIO por apenas R$ 5,00






Neste 2022, vote consciente, vote pelos animais!


Em ano eleitoral, muitos candidatos se apresentam como defensores dos animais, com o intuito de conseguir votos. O eleitor precisa ficar atento para não ser enganado por políticos oportunistas, sabendo identificar os candidatos verdadeiramente comprometidos com a causa animal. Fique alerta!





Campanha: coleta de doações para o abrigo da Apipa



ANIMAIS VIVENCIAM INSEGURANÇA ALIMENTAR - VEJA COMO AJUDAR



Faça um gesto de amor pelos animais da Apipa


CONTA BANCÁRIA DA APIPA PARA DOAÇÕES CNPJ: 10.216.609/0001-56


Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8 Chave Pix: apipa.bbrasil@gmail.com








Ajude a Apipa - situação de emergência








Solidarize-se com os animais da APIPA

Solidarize-se com os cães e gatos carentes assistidos pela APIPA. O nosso centro de acolhimento está sempre superlotado, operando com o dobro de sua capacidade, sendo necessário que se faça coletas diárias de doações de ração, material de limpeza, medicamentos veterinários e jornais. Um dia de consumo de ração no abrigo equivale a 25 kg para os cães adultos e entre 12 e 15 kg para os gatos, sem contar os filhotes. Para fazer a higienização do abrigo, usamos diariamente 5 litros de desinfetante e 5 litros de detergente, além de muito saco de lixo, esponjas, vassouras e rodos. O amigo interessado em ajudar pode entregar os donativos diretamente na sede da Entidade, ou ainda, se preferir, fazer as doações em dinheiro por meio de depósitos bancários (contas abaixo).

Devido à pandemia, as visitas ao abrigo da APIPA sofreram algumas restrições, sendo agora necessário que o visitante faça prévio agendamento por meio do Instagram. Castrar é preciso: apadrinhe uma castração no abrigo da APIPA Guarda Responsável de Animais: assumindo uma vida

Como ajudar a APIPA

Existem diversas formas com as quais o amigo pode participar para contribuir com o trabalho assistencial da APIPA. Um modo bem simples e rápido de ajudar é fazer as doações em dinheiro por meio de transferência/depósito bancário (contas abaixo). O amigo também pode fazer doações (online) por meio do PagSeguro. Lembrando que a nossa associação sobrevive unicamente de doações. Não deixe de oferecer a sua solidariedade em prol do bem-estar dos nossos bichinhos carentes. Ajude-nos! Ajude! APIPA pede que as doações continuem durante pandemia Pandemia: APIPA sofre com redução de 70% nas DOAÇÕES ao abrigo CONTAS BANCÁRIAS DA APIPA (doações) CNPJ: 10.216.609/0001-56

  • Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8 Pix: apipa.bbrasil@gmail.com

  • Caixa Econômica Federal Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0 Pix: apipa.cef@gmail.com

  • Banco Santander Ag: 4326 / CC: 13000087-4


Commenti


bottom of page