Homeopatia: a importância do tratamento em animais

Tratamento com homeopatia para animais é eficaz, pode ser usado para qualquer doença e não possui efeitos colaterais.

A homeopatia trabalha o animal como um todo, contribuindo para a redução de doenças e melhora na qualidade de vida. Além disso, não oferece risco de intoxicação para o pet, pois é 100% natural. (Foto: Vet Therapy)

Um tratamento muito utilizado na medicina humana, a homeopatia é uma terapia que trata não apenas os sintomas da doença, mas o indivíduo como um todo. A homeopatia veterinária é um tratamento terapêutico que atua nos problemas físicos e comportamentais, e sua atuação pode ser em caráter preventivo e curativo. Nos animais de companhia, permite o equilíbrio da saúde física e comportamental, promovendo indiretamente a saúde dos humanos que convivem com os pets.


Considerada como uma terapêutica sem resíduos, a homeopatia não possui efeitos colaterais nem resistência microbiana, e age preservando o organismo do paciente e o meio ambiente. Atua também no equilíbrio orgânico, diminuindo o estresse em todas as suas dimensões (térmico, de manejo, nutricional e ambiental), resultando na promoção 'limpa' da saúde animal.


A homeopatia foi a primeira especialidade médico-veterinária a ser reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), em 2000, e os trabalhos de médicos veterinários nesta área já são reconhecidos mundialmente.


A médica veterinária Mônica de Souza, ex-presidente da Associação Médico Veterinária Homeopática Brasileira (AMVHB), trabalha há mais de 20 anos somente com homeopatia. Ela explica sobre como a terapia é aplicada e desmistifica algumas curiosidades sobre o tratamento homeopático.


Em quais áreas da Medicina Veterinária a homeopatia é aplicada?


Segundo a veterinária, a homeopatia pode ser aplicada em todas as áreas, clínica e cirúrgica, de grandes e pequenos animais. É possível realizar tratamento ambiental de animais silvestres em seu habitat, por meio da administração de homeopáticos em mananciais de água, conforme trabalho realizado na contenção da febre-amarela silvestre em primatas, na cidade de São Paulo. Promove a cura, melhora a qualidade de vida em todos seus aspectos, alivia o que não pode ser curado, não há risco de intoxicação, não gera resíduos para o ambiente, é uma terapêutica 100% natural.


Como a homeopatia trabalha o animal como um todo, ela pode contribuir para a redução de doenças e melhora na qualidade de vida. Quando a enfermidade não tem cura, o tratamento trará alívio dos sinais clínicos, permitindo que o animal se sinta melhor. A homeopatia não é capaz de curar o incurável porque não é milagre, e sim ciência médica. Porém, a sensação de bem-estar está garantida, desde que o médico-veterinário acerte a medicação.


Em quais tratamentos a homeopatia veterinária pode ser indicada?


Em todos os casos, salvo problemas que precisam ser resolvidos com intervenções cirúrgicas ou imobilizações, e nas doenças incuráveis. Contudo, a homeopatia é eficaz na prevenção e no controle de dor, inflamações, infecções secundárias e outras intercorrências pós-cirúrgicas.


Casos de sucesso são incontáveis. Na clínica de pets, o desvio comportamental de coprofagia, a eliminação de papilomatose oral, o tratamento de desvios de comportamento, como a agressividade e o medo de ruídos altos são alguns dos tratamentos bem sucedidos.


Ajude! Gatinho com ferimentos graves precisa de cirurgia


Principais MITOS da homeopatia


A homeopatia é lenta


MITO. O medicamento homeopático respeita a velocidade orgânica. Começa a agir assim que entra em contato com o corpo, podendo produzir efeitos visíveis em segundos ou levar semanas para demonstrar modificações externas, na dependência de cada caso clínico. Então, se o caso clínico é agudo, o animal reage rápido. Se a questão é crônica ou comportamental, pode demorar um pouco mais. Existe também diferença entre as espécies. No caso dos animais silvestres, a resposta é muito rápida. Nas aves, cujo o metabolismo é rápido, as respostas à homeopatia são surpreendentemente rápidas. Em répteis, no qual o metabolismo é mais lento, a resposta é um pouco mais lenta. Os animais de produção e equinos também têm uma resposta muito rápida aos tratamentos.


Necessidade de dar medicação de hora em hora


MITO. O número de tomadas vai variar conforme o problema. Em casos crônicos, o animal tomará a medicação de maneira mais espaçada, mas dependerá da conduta de cada profissional homeopata.


A homeopatia não tem pesquisa


MITO. Grande engano. Muitas vezes o indivíduo não procura nas bases corretas e com os termos corretos. Não basta buscar no Google. Há um trabalho científico que compara as décadas e a produção científica da homeopatia na pesquisa básica. O Brasil, na última década do estudo foi o país que mais produziu material científico nessa área, seguido pela Índia, Alemanha e França.


A homeopatia é placebo


MITO. Os resultados da homeopatia são impressionantes, beneficiando os animais e até as plantas. Por exemplo, as plantas que recebem homeopatia têm um crescimento mais significativo do que as plantas que não recebem. Um animal com insuficiência renal crônica, que tem um período estimado de vida de, no máximo, um ano (na dependência da gravidade do quadro), vive com qualidade de vida por mais cinco anos com os medicamentos homeopáticos.


A veterinária também destaca a importância de acertar a medicação. Se o medicamento não for o bem indicado, não haverá resposta. Assim como muitas vezes um antibiótico não consegue exterminar uma bactéria e é necessário outro antibiótico, com a homeopatia, às vezes, não há resposta, pois a medicação está incorreta e precisa ser mudada.


Ajude! APIPA acolhe cão idoso e doente resgatado de bueiro em Teresina


Venha ajudar a APIPA! Falta RAÇÃO e demais itens básicos para manutenção do abrigo


Participe: siga empresa no Instagram e APIPA ganha doação


APIPA felicita Jane Haddad pelo seu aniversário


Adquira camisas da coleção da APIPA e ajude animais carentes



Solidarize-se com os animais da APIPA

Solidarize-se com os cães e gatos carentes assistidos pela APIPA. O nosso centro de acolhimento está sempre superlotado, operando com o dobro de sua capacidade, sendo necessário que se faça coletas diárias de doações de ração, material de limpeza, medicamentos veterinários e jornais. Um dia de consumo de ração no abrigo equivale a 25 kg para os cães adultos e entre 12 e 15 kg para os gatos, sem contar os filhotes. Para fazer a higienização do abrigo, usamos diariamente 5 litros de desinfetante e 5 litros de detergente, além de muito saco de lixo, esponjas, vassouras e rodos. O amigo interessado em ajudar pode entregar os donativos diretamente na sede da Entidade, ou ainda, se preferir, fazer as doações em dinheiro por meio de depósitos bancários (contas abaixo).


Ajude! Cadela Paloma foi resgatada e internada para tratamento A protetora Isabel Moura, que é uma das fundadoras e membro da atual diretoria executiva da APIPA, fala um pouco sobre a importância da adoção de animais carentes e o trabalho que a Entidade desenvolve na reabilitação de cães e gatos resgatados em situação de maus-tratos e abandono (vídeo).


Devido à pandemia, as visitas ao abrigo da APIPA sofreram algumas restrições, sendo agora necessário que o visitante faça prévio agendamento por meio do Instagram.

Ajude! Cadela atropelada é submetida a cirurgias de emergênciaAjude! Cadelinhas doentes com TVT precisam continuar tratamentoCastrar é preciso: apadrinhe uma castração no abrigo da APIPAGuarda Responsável de Animais: assumindo uma vidaAPIPA registra aumento de 50% nas adoções de animais durante quarentenaAjude a APIPA quitar dívidas pendentes em clínica veterinária

Como ajudar a APIPA

Existem diversas formas com as quais o amigo pode participar para contribuir com o trabalho assistencial da APIPA. Um modo bem simples e rápido de ajudar é fazer as doações em dinheiro por meio de transferência/depósito bancário (contas abaixo). O amigo também pode fazer doações (online) por meio do PagSeguro. Lembrando que a nossa associação sobrevive unicamente de doações. Não deixe de oferecer a sua solidariedade em prol do bem-estar dos nossos bichinhos carentes. Ajude-nos! ➥ Ajude! APIPA pede que as doações continuem durante pandemiaPandemia: APIPA sofre com redução de 70% nas DOAÇÕES ao abrigo Faça a sua doação de ração para cães e gatos: ➥ Ajude! Falta ração para alimentar mais de 300 animais famintos CONTAS BANCÁRIAS DA APIPA (doações) CNPJ: 10.216.609/0001-56

  • Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8 Pix: apipa.bbrasil@gmail.com

  • Caixa Econômica Federal Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0 Pix: apipa.cef@gmail.com

  • Banco Santander Ag: 4326 / CC: 13000087-4

Abandono de animais aumenta e APIPA pede ajuda em TeresinaAJUDE os animais carentes do abrigo da APIPA


Com informações do Canal do Pet