top of page

Deputada Teresa Britto resgata cãozinho vítima de maus-tratos

Atualizado: 10 de ago. de 2022

A deputada Teresa Britto foi até a cidade de Floriano para realizar o resgate de um cãozinho vítima de maus-tratos, que sofria repetidos espancamentos. Um desses atos de violência contra o inocente foi filmado e ganhou repercussão após ser divulgado nas redes sociais, chegando ao conhecimento da parlamentar, que tomou as devidas providências para salvar o cachorrinho.


Em Floriano, Teresa Britto e Lar do Nando realizam o resgate do cãozinho. (Imagens: @teresabritto_)

As chocantes imagens que mostram um indefeso cachorrinho amarrado com uma corda enquanto é covardemente espancado por um homem perverso, causaram comoção e viralizaram nas redes sociais, nesta semana. O animal foi salvo da situação degradante após a repercussão do caso e o vídeo, contendo as cenas de crueldade, chegar ao conhecimento da deputada estadual Teresa Brito (PV), que foi até o local do crime, com o apoio do abrigo Lar do Nando, realizar o resgate do cãozinho. O crime de maus-tratos ocorreu em Floriano, cidade situada a 240 km de Teresina, PI.


Na quinta-feira (04), ao chegar na cidade de Floriano, a deputada Teresa Brito (PV), que é parlamentar atuante na defesa do meio ambiente e da causa animal no Piauí, foi à Delegacia de Polícia Civil e registrou um boletim de ocorrência (BO), para que sejam implementadas as medidas cabíveis na apuração do caso, e solicitou o apoio da autoridade policial para proceder a ação de resgate do indefeso animalzinho vitimado em crime maus-tratos. O homem que é apontado como responsável pelo covarde ato de agressão ao cachorro foi identificado, mas conseguiu evadir-se do local do crime, escapando da autuação em flagrante.


"O BO foi feito e todas as medidas cabíveis foram adotadas. Não entendemos essa maldade toda com o animal. Que fique de exemplo para que ninguém pense que animal é coisa. Animal é um ser vivo que merece respeito, merece toda a proteção e carinho. Jamais vamos deixar um crime desse impune", disse a deputada estadual Teresa Britto, presidente da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Piauí.


Em vídeo publicado no Instagram, na quinta-feira (4), Teresa Britto expõe os detalhes da sua providência para a consecução do resgate do cãozinho.



"Fui até Floriano, juntamente com o @lardonando (Abrigo Lar do Nando), para resgatar o cãozinho que foi covardemente agredido por um homem que mora no município. Acionamos a Polícia Civil Regional, que deu todo o suporte e abriu procedimento para investigação e também para possível responsabilização do agressor, que se evadiu do local. Estamos levando o cãozinho para Teresina e me comprometi em adotar e cuidar do animal. Que essa situação lamentável sirva de exemplo para qualquer irresponsável que pense que animal é coisa. Animal não é coisa, é um ser vivo que precisa ser tratado com carinho e respeito. A luta pela causa animal continua!", anuncia Teresa Britto, em post no Instagram (@teresabritto_).


A delegada regional de Floriano, Amanda Stevan, explica que a remoção do animal ocorreu como medida de cautela para protegê-lo. "Já foi formalizado todo o registro da ocorrência e diligências iniciais, e o fato seguirá em apuração, mediante inquérito policial, o qual, quando concluso será encaminhado ao Judiciário com indiciamento do autor do crime. Sobre a filmagem, a princípio, acredita-se que quem filmou o fez apenas com intuito de fazer um registro pra denúncia", justifica a delegada.


Moradores da casa, onde o animal foi resgatado, relataram que o homem que praticou a agressão contra o cão não é o tutor do animal, e acrescentam que o sujeito sofre com problemas de alcoolismo, situação que será apurada no inquérito policial.


Após o resgate, o animal foi conduzido para a cidade de Teresina, onde foi submetido a avaliação médica para atestar seu estado de saúde. Pelas redes sociais, a deputada Teresa Britto lançou uma campanha para escolher um novo nome para o cãozinho.


Na Assembleia Legislativa do Piauí - ALEPI, durante a Sessão Plenária da terça-feira, 09 de agosto, a deputada Teresa Britto (PV) subiu à tribuna para falar sobre esse caso de maus-tratos, manifestando o seu repúdio às repetidas ocorrências de atos criminosos que são praticados contra os animais no Piauí (vídeo).



Faça a sua parte - denuncie os maus-tratos


Maltratar animais é crime previsto pela Lei Federal 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais). Vale lembrar que uma nova legislação, a Lei Federal 14.064/20 (Lei Sansão), que entrou em vigor em setembro de 2020, aumentou as penas para quem praticar maus-tratos a cães e gatos. A nova norma estabelece punição que vai de 2 a 5 anos de prisão, além de multa e a proibição de guarda de novos pets. Além disso, o rito processual passa à vara criminal, não mais ao juizado especial.


Denunciar maus-tratos em Teresina - PI


DPMA - Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente

Avenida Raul Lopes, ao lado do Parque Potycabana, Zona Leste de Teresina

Telefone (86) 99449-2387


BPA - Batalhão de Policiamento Ambiental

Av. Duque de Caxias, 3520, Primavera II, Zona Norte de Teresina

Telefones (86) 3225-2748 / 3223-7221 / 3225-2684 / 190


DE - Delegacia Eletrônica (online)

Clique no link: dv.pc.pi.gov.br


As denúncias também podem ser feitas em qualquer delegacia de polícia. Denunciar é um ato de cidadania e de solidariedade ao animal vitimado. Faça a sua denúncia. Os animais agradecem!






Neste 2022, vote consciente, vote pelos animais!


Em ano eleitoral, muitos candidatos se apresentam como defensores dos animais, com o intuito de conseguir votos. O eleitor precisa ficar atento para não ser enganado por políticos oportunistas, sabendo identificar os candidatos verdadeiramente comprometidos com a causa animal. Fique alerta!



 



Campanha: coleta de doações para o abrigo da Apipa



ANIMAIS VIVENCIAM INSEGURANÇA ALIMENTAR - VEJA COMO AJUDAR




Faça um gesto de amor pelos animais da Apipa


CONTA BANCÁRIA DA APIPA PARA DOAÇÕES CNPJ: 10.216.609/0001-56


Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8 Chave Pix: apipa.bbrasil@gmail.com








Ajude a Apipa - situação de emergência








Solidarize-se com os animais da APIPA

Solidarize-se com os cães e gatos carentes assistidos pela APIPA. O nosso centro de acolhimento está sempre superlotado, operando com o dobro de sua capacidade, sendo necessário que se faça coletas diárias de doações de ração, material de limpeza, medicamentos veterinários e jornais. Um dia de consumo de ração no abrigo equivale a 25 kg para os cães adultos e entre 12 e 15 kg para os gatos, sem contar os filhotes. Para fazer a higienização do abrigo, usamos diariamente 5 litros de desinfetante e 5 litros de detergente, além de muito saco de lixo, esponjas, vassouras e rodos. O amigo interessado em ajudar pode entregar os donativos diretamente na sede da Entidade, ou ainda, se preferir, fazer as doações em dinheiro por meio de depósitos bancários (contas abaixo).

Devido à pandemia, as visitas ao abrigo da APIPA sofreram algumas restrições, sendo agora necessário que o visitante faça prévio agendamento por meio do Instagram. Castrar é preciso: apadrinhe uma castração no abrigo da APIPA Guarda Responsável de Animais: assumindo uma vida

Como ajudar a APIPA

Existem diversas formas com as quais o amigo pode participar para contribuir com o trabalho assistencial da APIPA. Um modo bem simples e rápido de ajudar é fazer as doações em dinheiro por meio de transferência/depósito bancário (contas abaixo). O amigo também pode fazer doações (online) por meio do PagSeguro. Lembrando que a nossa associação sobrevive unicamente de doações. Não deixe de oferecer a sua solidariedade em prol do bem-estar dos nossos bichinhos carentes. Ajude-nos! Ajude! APIPA pede que as doações continuem durante pandemia Pandemia: APIPA sofre com redução de 70% nas DOAÇÕES ao abrigo CONTAS BANCÁRIAS DA APIPA (doações) CNPJ: 10.216.609/0001-56

  • Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8 Pix: apipa.bbrasil@gmail.com

  • Caixa Econômica Federal Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0 Pix: apipa.cef@gmail.com

  • Banco Santander Ag: 4326 / CC: 13000087-4


Com informações do Cidadeverde.com

Comments


bottom of page