Crime: cadela fica por 12h com barra de aço atravessada no corpo

Atualizado: 17 de jun.

Após os vizinhos denunciarem o caso, a cadelinha vira-lata, brutalmente negligência pelo tutor, foi resgatada numa ação conjunta da Guarda Civil Municipal e Corpo de Bombeiros. Um crime bárbaro de maus-tratos ocorrido na cidade de Piracicaba (SP), no último sábado (11). Imobilizada e sofrendo dores terríveis, a bichinha ficou por mais de 12h presa a um vergalhão de aço que atravessava o seu corpo. Outros animais em situação de sofrimento, encontrados na casa, também foram salvos na ação. Homem responsável pelos animais foi preso em flagrante e deve responder por crime de maus-tratos a animais domésticos.


Faça a sua parte. Denunciar é um ato de cidadania e de solidariedade ao animal vitimado. (Foto: Mateus Santos)

Um homem foi preso em flagrante pelo Setor de Defesa Animal da GCM (Guarda Civil Municipal), dentro de sua residência, por volta das 12h48 do último sábado (11), acusado de crime de maus-tratos a animais. O caso ocorreu no bairro Parque Orlanda em Piracicaba (SP). Após receber informações de que em uma residência do bairro Parque Orlanda estaria uma cadela gravemente ferida, com um vergalhão de aço atravessando o seu corpo, a GCM se deslocou até o imóvel para averiguar o teor da denúncia. No local, os guardas realmente constataram a situação de maus-tratos, providenciando, na sequência, as ações cabíveis para socorrer os animais vitimados. Veja reportagem da TV Tem (vídeo).



Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada ao local, juntamente com uma equipe da polícia científica e do veterinário Mateus Santos, coordenador do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) e do NBEA (Núcleo de Bem-Estar Animal).


Ante a gravidade da situação, a cadela ferida recebeu sedativos ainda no local para que os bombeiros pudessem efetuar o corte com um alicate hidráulico do vergalhão de aço que atravessava seu corpo. Após a intervenção, ela foi encaminhada à cirurgia de urgência, visto que, de acordo com o laudo veterinário, o ferimento apresentava necrose e contaminação, indicativo de que ela se encontrava ferida pelo local há mais de 12 horas.


Além da cadela gravemente ferida, também foram encontrados na residência outros 10 animais barbaramente negligenciados, que vivenciavam situação de severo sofrimento. Dois filhotes, ambos apresentando alto índice de sarna e carrapatos, além de grave infecção cutânea, foram socorridos. Em situação lamentável, uma cadela com seis filhotes recém-nascidos também foram encontrados na casa. Conforme laudo, todos os animais amparados e protegidos na ação de resgate estavam correndo risco de vida devido às inadequadas condições sanitárias que foram constadas no local.


“Ainda cabe citar os demais animais que estavam no local com ausência de água e comida, bem como escore corporal abaixo do ideal, comprometendo a saúde adequada dos mesmos”, informa o laudo.


Fotos: GCM / Mateus Santos


Chocado com a barbárie que acabara de presenciar, o veterinário Matheus Ferreira dos Santos, que participou da ação de salvamento, fala sobre a situação degradante vivenciada pelos animais. "Até mesmo eu, que já estou acostumado com esse tipo de resgate, choca muito, abala, e é uma das coisas assim que a gente não consegue nem descrever. Uma situação de inanição, sem cuidado algum, com sinais de maus-tratos, tinha uma outra cachorra com um corte na região da cabeça, a gente prestou pronto-atendimento ali, e tinha mais uma cachorra que estava com filhotes, que tinha nascido há cinco dias, na área externa da residência", relata o veterinário.


Os animais foram resgatados e levados ao NBEA, onde receberão tratamento e alimentação adequados.


O homem, que se identificou como tutor dos animais, foi encaminhado ao Plantão Policial, onde a delegada Olívia dos Santos Fonseca lavrou o auto de prisão em flagrante, recolhendo-o à carceragem. Ele segue à disposição da Justiça e deve responder por crime de maus-tratos a animais.


Faça a sua parte - denuncie os maus-tratos


Maltratar animais é crime previsto pela Lei Federal 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais). Vale lembrar que uma nova legislação, a Lei Federal 14.064/20 (Lei Sansão), que entrou em vigor em setembro de 2020, aumentou as penas para quem praticar maus-tratos a cães e gatos. A nova norma estabelece punição que vai de 2 a 5 anos de prisão, além de multa e a proibição de guarda de novos pets. Além disso, o rito processual passa à vara criminal, não mais ao juizado especial.


Denunciar maus-tratos em Teresina - PI


DPMA - Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente

Avenida Raul Lopes, ao lado do Parque Potycabana, Zona Leste de Teresina

Telefone (86) 99449-2387


BPA - Batalhão de Policiamento Ambiental

Av. Duque de Caxias, 3520, Primavera II, Zona Norte de Teresina

Telefones (86) 3225-2748 / 3223-7221 / 3225-2684 / 190


DE - Delegacia Eletrônica (online)

Clique no link: dv.pc.pi.gov.br


As denúncias também podem ser feitas em qualquer delegacia de polícia. Denunciar é um ato de cidadania e de solidariedade ao animal vitimado. Faça a sua denúncia. Os animais agradecem!



URGENTE! Animais da Apipa sofrem com FALTA DE RAÇÃO


No momento, o ESTOQUE DE RAÇÃO da Apipa está ZERADO

Mais informações no Instagram

 

ANIMAIS DA APIPA EM RISCO DE FOME - VEJA COMO AJUDAR


URGENTE!: Apipa pede ajuda para manter abrigo


Ajude! Animais da Apipa sofrem efeitos nefastos de crise financeira


AJUDE! Apipa corre o risco de ficar sem abastecimento de água no abrigo

Mais informações no Instagram

 

AJUDE A APIPA - Receita Federal cobra dívida de R$ 3.378,46

AJUDE-URGENTE! Apipa tem 3 dias para pagar dívida na Receita Federal

 

Ajude! gatinha Maria Mafuá precisa de cirurgia


Doação de SANGUE: cãozinho Davi precisa de transfusão urgente


Faça um gesto de amor pelos animais da Apipa


CONTA BANCÁRIA DA APIPA PARA DOAÇÕES CNPJ: 10.216.609/0001-56


Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8 Chave Pix: apipa.bbrasil@gmail.com


Neste 2022, vote consciente, vote pelos animais!


Em ano eleitoral, muitos candidatos se apresentam como defensores dos animais, com o intuito de conseguir votos. O eleitor precisa ficar atento para não ser enganado por políticos oportunistas, sabendo identificar os candidatos verdadeiramente comprometidos com a causa animal. Fique alerta!


Eleições 2022: escolha o candidato certo e vote pelos animais


Pré-candidato a governador discute causa animal na Apipa


Amor & Patinhas: ação incentiva adoção de animais carentes


Rabito: cãozinho com carcinoma pede ajuda para cirurgia


Ajude o Cabo Queiroz: gatinho internado com o fêmur fraturado


Ajude o Gerald! Gatinho pede apoio para tratamento de câncer


Ajude salvar o Zeca! Cãozinho com erliquiose em estado grave


Stallone: cãozinho vítima de crueldade pede ajuda


Ajude a Apipa - situação de emergência

Doe RAÇÃO URGENTE: estoque de alimentos novamente zerado no abrigo

S.O.S APIPA: falta RAÇÃO para os CÃES e GATOS do abrigo


Natal Sem Fome: falta ração para os animais da Apipa


Neste Natal, apadrinhe uma castração na Apipa


Dívida paga: Apipa agradece apoio recebido na Campanha Livro de Ouro


Ajude! Apipa vivencia maior crise de escassez de recursos


Ajude! Apipa tenta contornar os efeitos devastadores da crise


Lennon: gatinho com necessidades especiais precisa de apoio



Solidarize-se com os animais da APIPA

Solidarize-se com os cães e gatos carentes assistidos pela APIPA. O nosso centro de acolhimento está sempre superlotado, operando com o dobro de sua capacidade, sendo necessário que se faça coletas diárias de doações de ração, material de limpeza, medicamentos veterinários e jornais. Um dia de consumo de ração no abrigo equivale a 25 kg para os cães adultos e entre 12 e 15 kg para os gatos, sem contar os filhotes. Para fazer a higienização do abrigo, usamos diariamente 5 litros de desinfetante e 5 litros de detergente, além de muito saco de lixo, esponjas, vassouras e rodos. O amigo interessado em ajudar pode entregar os donativos diretamente na sede da Entidade, ou ainda, se preferir, fazer as doações em dinheiro por meio de depósitos bancários (contas abaixo). A protetora Isabel Moura, que é uma das fundadoras e membro da atual diretoria executiva da APIPA, fala um pouco sobre a importância da adoção de animais carentes e o trabalho que a Entidade desenvolve na reabilitação de cães e gatos resgatados em situação de maus-tratos e abandono (vídeo).


Devido à pandemia, as visitas ao abrigo da APIPA sofreram algumas restrições, sendo agora necessário que o visitante faça prévio agendamento por meio do Instagram.Castrar é preciso: apadrinhe uma castração no abrigo da APIPAGuarda Responsável de Animais: assumindo uma vida

Como ajudar a APIPA

Existem diversas formas com as quais o amigo pode participar para contribuir com o trabalho assistencial da APIPA. Um modo bem simples e rápido de ajudar é fazer as doações em dinheiro por meio de transferência/depósito bancário (contas abaixo). O amigo também pode fazer doações (online) por meio do PagSeguro. Lembrando que a nossa associação sobrevive unicamente de doações. Não deixe de oferecer a sua solidariedade em prol do bem-estar dos nossos bichinhos carentes. Ajude-nos! ➥ Ajude! APIPA pede que as doações continuem durante pandemiaPandemia: APIPA sofre com redução de 70% nas DOAÇÕES ao abrigo CONTAS BANCÁRIAS DA APIPA (doações) CNPJ: 10.216.609/0001-56

  • Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8 Pix: apipa.bbrasil@gmail.com

  • Caixa Econômica Federal Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0 Pix: apipa.cef@gmail.com

  • Banco Santander Ag: 4326 / CC: 13000087-4


Com informações do Jornal de Piracicaba