• Apipa

Coronavírus e pets: perguntas e respostas sobre cuidados

Atualizado: Mar 19

OMS diz que, apesar de caso de cachorro infectado em Hong Kong, não há evidência de que pets fiquem doentes ou transmitam o vírus. Mesmo assim, tutores com a Covid-19 devem evitar contato com animais.

Pets não ficam doentes com a Covid-19, mas se recomenda boas práticas de higiene para evitar contágios ao lidar com os bichos. (Foto: Alexandre Lyrio / Correio)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) está monitorando pesquisas sobre a relação entre animais de estimação e a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Há registro de um cachorro com um nível fraco de infecção em Hong Kong, mas a Instituição diz que, até o momento, não há evidência significativa de que pets possam ficar doentes ou transmitir o vírus.


Mesmo assim, a recomendação das autoridades de saúde é que pessoas infectadas limitem o contato com seus cães e gatos. Além disso, cuidados básicos de higiene devem ser seguidos pelos humanos ao manusear animais.


Assista ao vídeo / Tudo Sobre Cachorros


Ajude! Cão e gato resgatados pela APIPA estão internados para cirurgia


Perguntas e respostas sobre pets e o coronavírus


Pets podem ficar doentes ou transmitir o vírus?


A OMS diz que, até o momento, não há evidência significativa de que animais de estimação possam ficar doentes ou transmitir a Covid-19. Estudos continuam sendo realizados para entender como o organismo de diferentes animais podem reagir ao coronavírus. A Organização monitora essas pesquisas.


Uma pessoa infectada pode manter contato com seu pet?


A orientação da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) é que pessoas que contraíram a Covid-19 evitem o contato próximo com seus animais de estimação, já que há informações ainda desconhecidas sobre o novo cornonavírus. Mas, caso isso não seja possível, o tutor deve manter boas práticas de higiene ao cuidar do animal e usar uma máscara facial.


Quais são os cuidados de higiene recomendados?


Mesmo para humanos saudáveis, as autoridades de saúde recomendam medidas básicas de higiene ao manusear e cuidar de animais em todas as situações, não só durante a pandemia de coronavírus. Isso inclui lavar as mãos antes e depois de tocar nos animais, alimentos, suas fezes ou urina. Além disso, o tutor deve evitar beijar, lamber ou compartilhar alimentos com seus pets.


Pandemias: hábitos alimentares predatórios do ser humano


Quais cuidados tomar durante passeios?


A orientação de veterinários é que, para passeios com animais de estimação, locais com aglomerações, como parques lotados, por exemplo, sejam evitados. O ideal é que o contato entre tutores seja o menor possível para evitar a transmissão do vírus entre humanos.


Há casos conhecidos de Covid-19 em animais?


Há apenas um registro conhecido de um cão que testou positivo para Covid-19 após ter contato com seus tutores doentes em Hong Kong. Segundo a OIE, o teste mostrou a presença de material genético do coronavírus, mas o animal não apresentava sinais clínicos da doença. Autoridades dizem que esse caso não é suficiente para afirmar que cachorros, ou outros animais de estimação, fiquem doentes ou tenham papel significativo na disseminação do vírus.


A importância de lavar as mãos de forma segura


Veja quais os passos a percorrer para ter as mãos seguras. Segundo a OMS, lavar as mãos com frequência é uma medida de proteção eficaz para prevenir o contágio. A recomendação é de que as mãos sejam bem lavadas com água e sabão/sabonete ou, no dia a dia, com a utilização de algum tipo de gel desinfetante à base de álcool. Saber fazer essa higienização de forma segura é importante para se evitar o contágio de muitas doenças causadas por vírus. Veja o procedimento adequado no vídeo abaixo.


Assista ao vídeo / A Gazeta ES


O que você precisa saber sobre coronavírus em cães e gatos


Como ajudar a APIPA


Existem diversas formas com as quais o amigo pode participar para contribuir com o trabalho assistencial da APIPA. Um modo bem simples e rápido de ajudar é fazer as doações em dinheiro por meio de transferência/depósito bancário (contas abaixo). O amigo também pode fazer doações (online) por meio do PagSeguro. Lembrando que a nossa associação sobrevive unicamente de doações. Não deixe de oferecer a sua solidariedade em prol do bem-estar dos nossos bichinhos carentes. Ajude-nos!


Faça a sua doação de ração para cães e gatos:

Ajude! Falta ração para alimentar mais de 300 animais famintos


CONTAS BANCÁRIAS DA APIPA (doações)


CNPJ: 10.216.609/0001-56

  • Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8

  • Caixa Econômica Federal Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0

  • Banco Santander Ag: 4326 / CC: 13000087-4


Abandono de animais aumenta e APIPA pede ajuda em Teresina


AJUDE os animais carentes do abrigo da APIPA


Para adotar um amiguinho em Teresina, conheça o abrigo de animais carentes da APIPA.


Com informações do Bem Estar

APIPA® - ASSOCIAÇÃO PIAUIENSE DE PROTEÇÃO E AMOR AOS ANIMAIS

CNPJ: 10.216.609/0001-56

BANCO DO BRASIL
Ag: 3507-6 / CC: 57615-8

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0

BANCO SANTANDER
Ag: 4326 / CC: 13000087-4

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon

contato.apipa@gmail.com

Rua Trinta e Oito, 1041 - Loteamento Vila Uruguai - Bairro Uruguai (6 quadras após a UNINOVAFAPI)

Teresina, PI - CEP 64073-167

COPYRIGHT © 2018

Site criado pela Pix Marketing Digital

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon