Como melhorar apetite de cães e gatos nas estações quentes

Atualizado: Set 12

Você notou alguma diferença no apetite do seu peludo nesta época do ano? Em dias mais quentes, animais podem sofrer com falta de apetite. Mas o que podemos fazer para que os pets não passem fome e se sintam bem? Pequenas mudanças na rotina podem fazer a diferença para garantir o bem-estar dos bichinhos.

Existe diferença entre anorexia e inapetência. É bom saber distinguir uma coisa de outra. A anorexia, é quando o animal não ingere nenhum tipo de alimento, apenas cheira e se afasta. Já a inapetência, é quando o animal diminui o consumo de alimento, ou seja, não consome a mesma quantidade de antes. (Imagem: Creative Commons)

É comum que em dias mais quentes ele queira se alimentar menos. Mas o que fazer para que cães e gatos não passem fome e se sintam bem? Pequenas mudanças na rotina podem fazer com que o seu amigo pet enfrente o calor sem maiores transtornos.


O calor do alto verão mexe com a rotina e o bem-estar de muita gente. Ainda mais se você mora em localidade que, mesmo no verão, passa por mudanças climáticas que elevam as temperaturas. Os animais de estimação também não estão livres dos efeitos do calor e alterações do tempo, e podem demonstrar falta de apetite e até indisposição.


Com algumas dicas simples, você pode melhorar e amenizar essa adaptação do seu pet às mudanças de temperatura das estações quentes, de acordo com a sua região. A seguir, sugestões da médica veterinária da Premier Pet, Keila Regina de Godoy, para lidar com a situação.


No caso de cães que vivem em áreas externas, garanta-os sempre sombra farta em um local fresco para que possam se alimentar e descansar protegidos do sol forte. É necessário que deixe, no local, uma bacia com água para que ele possa se refrescar.


A sede do pet pode aumentar com o calor. Então lembre-se de oferecer água fresca (de preferência filtrada ou mineral) à vontade. Evite deixar o pote de água no sol, principalmente se for feito de material plástico.


Se notar que a água está acabando rapidamente, providencie um bebedouro maior. Cubinhos de gelo podem ajudar a manter a água fresquinha e chamar a atenção do cão ou gato, incentivando a hidratação. Sorvetes próprios para pets também são uma ótima opção.



Calor pode ser perigoso para cães e gatos


Felinos preferem água corrente e já existem no mercado bebedouros e fontes específicos para eles. Opte por usá-los, se possível.


Não fique alarmado se o animal demonstrar alteração de apetite. Sob efeitos do calor, é normal um cão ou gato comer menos e/ou optar por se alimentar no período da noite, quando as temperaturas estão mais amenas. Deixe que ele coma no horário em que se sentir mais confortável.


Se o peludo não comer, retire o alimento e ofereça em outro momento. Não deixe a ração exposta o dia todo, pois sob altas temperaturas ocorre deterioração da qualidade. E sempre descarte as sobras, pois podem facilmente estragar após contato com água ou saliva do animal, já que a umidade facilita a fermentação do alimento.


Trocar a ração nem sempre resolve a falta de apetite e ainda pode causar diarreia. Oferecer alimentos naturais crus, como cenoura e maçã sem caroço, podem auxiliar o pet a voltar a se interessar pela comida.


Não permita que o animal beba água de piscinas. Ele pode tentar fazer isso se sentir muito calor, mas não é aconselhável, pois a água tem produtos químicos que podem causar vômitos e até gastrite.


O calor costuma deixar os pets mais enjoados. Por isso, se possível, ofereça uma hortinha com plantas que ele possa comer, como hortelã e manjericão.



Se perceber que a inapetência está acompanhada de vômito, diarreia ou mesmo desânimo, leve, sem perda de tempo, o seu amigo pet ao médico veterinário para que se verifique as causas.


9 de setembro: hoje celebramos o Dia do Médico Veterinário


S.O.S APIPA: falta RAÇÃO para os CÃES e GATOS do abrigo


PROMOÇÃO INCRÍVEL - CAMISAS POR R$ 45

Adquira camisas da coleção da APIPA e ajude animais carentes


Lennon: gatinho com necessidades especiais precisa de apoio


Cadelinha Érica quer ser adotada - ajude realizar a castração.

Novo post no Instagram


Urgente: gatinha com 'tumor maligno epitelial' precisa de cirurgia


Conheça caminhas para pets à venda na APIPA - Instagram


Mostrando o Abrigo de Animais Carentes da APIPA


Adoção solidária: gatinha com pata amputada é adotada na APIPA


Ajude a APIPA castrar cadelinha reabilitada de acidente



Solidarize-se com os animais da APIPA

Solidarize-se com os cães e gatos carentes assistidos pela APIPA. O nosso centro de acolhimento está sempre superlotado, operando com o dobro de sua capacidade, sendo necessário que se faça coletas diárias de doações de ração, material de limpeza, medicamentos veterinários e jornais. Um dia de consumo de ração no abrigo equivale a 25 kg para os cães adultos e entre 12 e 15 kg para os gatos, sem contar os filhotes. Para fazer a higienização do abrigo, usamos diariamente 5 litros de desinfetante e 5 litros de detergente, além de muito saco de lixo, esponjas, vassouras e rodos. O amigo interessado em ajudar pode entregar os donativos diretamente na sede da Entidade, ou ainda, se preferir, fazer as doações em dinheiro por meio de depósitos bancários (contas abaixo).


Feliz Aniversário! APIPA congratula a protetora Temis pelos seus 80 anos A protetora Isabel Moura, que é uma das fundadoras e membro da atual diretoria executiva da APIPA, fala um pouco sobre a importância da adoção de animais carentes e o trabalho que a Entidade desenvolve na reabilitação de cães e gatos resgatados em situação de maus-tratos e abandono (vídeo).


Devido à pandemia, as visitas ao abrigo da APIPA sofreram algumas restrições, sendo agora necessário que o visitante faça prévio agendamento por meio do Instagram.

Ajude! Cadela atropelada é submetida a cirurgias de emergênciaAjude! Cadelinhas doentes com TVT precisam continuar tratamentoCastrar é preciso: apadrinhe uma castração no abrigo da APIPAGuarda Responsável de Animais: assumindo uma vidaAPIPA registra aumento de 50% nas adoções de animais durante quarentenaAjude a APIPA quitar dívidas pendentes em clínica veterinária

Como ajudar a APIPA

Existem diversas formas com as quais o amigo pode participar para contribuir com o trabalho assistencial da APIPA. Um modo bem simples e rápido de ajudar é fazer as doações em dinheiro por meio de transferência/depósito bancário (contas abaixo). O amigo também pode fazer doações (online) por meio do PagSeguro. Lembrando que a nossa associação sobrevive unicamente de doações. Não deixe de oferecer a sua solidariedade em prol do bem-estar dos nossos bichinhos carentes. Ajude-nos! ➥ Ajude! APIPA pede que as doações continuem durante pandemiaPandemia: APIPA sofre com redução de 70% nas DOAÇÕES ao abrigo Faça a sua doação de ração para cães e gatos: ➥ Ajude! Falta ração para alimentar mais de 300 animais famintos CONTAS BANCÁRIAS DA APIPA (doações) CNPJ: 10.216.609/0001-56

  • Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8 Pix: apipa.bbrasil@gmail.com

  • Caixa Econômica Federal Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0 Pix: apipa.cef@gmail.com

  • Banco Santander Ag: 4326 / CC: 13000087-4

Abandono de animais aumenta e APIPA pede ajuda em TeresinaAJUDE os animais carentes do abrigo da APIPA


Com informações do Estadão