• Apipa

Cinco doenças oftalmológicas mais frequentes nos pets

Quem tutela animais de estimação precisa ficar atento às doenças oftalmológicas. Algumas delas são silenciosas, ou seja, ficam ocultas à percepção dos tutores e podem até levar à cegueira.

Prevenção é de suma importância para garantir a saúde ocular e bem-estar dos bichinhos. (Foto: Dog Photo)

As doenças oftálmicas são recorrentes em cães e gatos e os pets necessitam dos mesmos cuidados que os humanos devem ter com os seus próprios olhos. Para a Dra. Daniela Pereira, especialista em Oftalmologia Veterinária, a prevenção é de suma importância para garantir a saúde e bem-estar dos bichinhos.


“Como especialista, quero alertar sobre a importância das consultas de rotina, uma vez que algumas doenças são silenciosas, não perceptíveis aos tutores e podem levar à cegueira. O diagnóstico precoce das doenças oftálmicas é imprescindível para o bom resultado dos diversos tratamentos disponíveis”, explicou Daniela.


A médica veterinária elencou cinco doenças oftálmicas mais recorrentes em cães e gatos. Confira:


Úlcera de córnea

A córnea é a camada mais externa, brilhante e transparente do olho. Há úlcera quando ocorre um ferimento nessa camada, que, se não tratada rapidamente pode evoluir para as camadas mais profundas e perfurar o olho. Os sintomas são a sensibilidade à luz, secreção e lacrimejamento, dor, a maior parte do tempo com olhos fechados.


Uveíte

É uma inflamação severa que ocorre dentro dos olhos. As principais causas são o trauma, a erliquiose, conhecida como 'doença do carrapato', a piometra, a leptospirose, leishmaniose, toxoplasmose e várias outras.


Glaucoma

É quando o humor aquoso, líquido que é responsável por manter o formato e a pressão nos olhos, entra em desequilíbrio na produção e eliminação natural. A pressão do olho aumenta, há dor com dano irreversível na retina e nervo óptico podendo levar à cegueira precoce. A parte branca dos olhos começa a ficar muito vermelha, olhos azulados e rápido aumento do tamanho do globo ocular.


Catarata

Nos olhos existe uma “lente”, e a visão depende da luz que atravessa por ela. A catarata ocorre quando essa “lente”, ou suas cápsulas, ficam opacas, brancas, impedindo a passagem da luz. Uma forma de o tutor identificar a catarata é olhar se a pupila do pet começa a ficar branca.


Ceratoconjuntivite seca

Para a saúde dos olhos é muito importante que ocorra uma boa hidratação, e as glândulas lacrimais são responsáveis por isso. Esta doença ocorre quando a produção da lágrima diminui ou estanca totalmente, deixando o olho sem brilho, seco e com muita secreção amarelada. O olho começa a ficar vermelho e o pet sente coceira.


Catarata Canina: saiba como diagnosticar e reverter a doença


Fique atento aos sinais


Separamos os principais sintomas de uma doença ocular. Se perceber alguns desses sinais em seu animal, considere levá-lo a uma consulta com oftalmologista veterinário. Abaixo, sintomas que sinalizam possíveis doenças oculares:

  • inchaço e vermelhidão nos olhos;

  • piscar demasiadamente ou rapidamente;

  • pálpebras mais fechadas do que o normal;

  • edema e secreção em excesso nos olhos;

  • coceiras;

  • lacrimejando excessivamente;

  • mancha nos olhos;

  • mudança de cor, tamanho ou formato dos olhos;

  • intolerância a ambientes claros.


A cegueira em animais de estimação


Alguns cuidados são necessários para evitar doenças oftalmológicas e problemas nos olhos dos animais de estimação. Inchaço, vermelhidão, secreções e coceiras são indicações de irritação e possíveis doenças oculares. É importante realizar consultas periódicas com um oftalmologista veterinário para tratar da saúde dos olhos do seu pet e prevenir possíveis doenças. Para prevenir doenças oculares graves, recomenda-se pelo menos uma consulta por ano com especialista.


Guarda Responsável de Animais: assumindo uma vida


APIPA registra aumento de 50% nas adoções de animais durante quarentena


Ajude a APIPA quitar dívidas pendentes em clínica veterinária


Como ajudar a APIPA


Existem diversas formas com as quais o amigo pode participar para contribuir com o trabalho assistencial da APIPA. Um modo bem simples e rápido de ajudar é fazer as doações em dinheiro por meio de transferência/depósito bancário (contas abaixo). O amigo também pode fazer doações (online) por meio do PagSeguro. Lembrando que a nossa associação sobrevive unicamente de doações. Não deixe de oferecer a sua solidariedade em prol do bem-estar dos nossos bichinhos carentes. Ajude-nos!


Ajude! APIPA pede que as doações continuem durante pandemia


Pandemia: APIPA sofre com redução de 70% nas DOAÇÕES ao abrigo


Faça a sua doação de ração para cães e gatos:

Ajude! Falta ração para alimentar mais de 300 animais famintos


CONTAS BANCÁRIAS DA APIPA (doações)


CNPJ: 10.216.609/0001-56

  • Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8

  • Caixa Econômica Federal Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0

  • Banco Santander Ag: 4326 / CC: 13000087-4


Abandono de animais aumenta e APIPA pede ajuda em Teresina


AJUDE os animais carentes do abrigo da APIPA


Com informações do Liberal

APIPA® - ASSOCIAÇÃO PIAUIENSE DE PROTEÇÃO E AMOR AOS ANIMAIS

CNPJ: 10.216.609/0001-56

BANCO DO BRASIL
Ag: 3507-6 / CC: 57615-8

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0

BANCO SANTANDER
Ag: 4326 / CC: 13000087-4

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon

contato.apipa@gmail.com

Rua Trinta e Oito, 1041 - Loteamento Vila Uruguai - Bairro Uruguai (6 quadras após a UNINOVAFAPI)

Teresina, PI - CEP 64073-167

COPYRIGHT © 2018

Site criado pela Pix Marketing Digital

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon