top of page

Bicho Carente: voluntárias movidas pelo amor aos animais em SP

Na cidade de Leme (SP), voluntárias unidas pela solidariedade aos animais que vivenciam situação de sofrimento estão fazendo a diferença na vida dos bichinhos, agilizando resgates e prestando atendimento de emergência aos vitimados em acidentes ou maltratados. Elas contam com apoio de médicos veterinários, que prestam atendimento aos animais.

A Bicho Carente é exemplo de ação voluntária em prol de animais . (Foto: Nilson Porcel / EPTV)

A associação voluntária 'Bicho Carente', em Leme (SP), vem realizando um trabalho de grande relevância para em prol dos animais da cidade, resgatando os que são abandonados, acidentados, ou vítimas de maus-tratos. De acordo com a prefeitura, que oferece um serviço de atendimento de denúncias, o órgão já recebeu 45 notificações de casos de animais vítimas de violência, só este ano.



Em menos de uma semana, a Associação Bicho Carente foi chamada para socorrer três cachorros e uma gata que sofreram violência.


Nos casos de animais que precisam de assistência veterinária, o projeto também conta com a atuação de médicos veterinários voluntários, que doam atendimentos e cirurgias aos animais que necessitam.


"São vários animais que chegam em estado deplorável, infelizmente. Chegam à clínica animais que foram machucados, maltratados e abandonados. É por isso que a gente se propõe a ajudar o projeto”, contou o veterinário voluntário, Juliano Henrique Vieira Tojal.



Dificuldades financeiras


Como qualquer instituição que depende doações, a Associação Bicho Carente não tem um financiamento fixo, pois os recursos são arrecadados a partir das contribuições dos moradores da cidade e região, que são solidários à iniciativa. Assim, o projeto vem enfrentando dificuldades financeiras para ampliar a estrutura que abriga os animais.


“A maior dificuldade, no momento, são os abandonos que vêm acontecendo, porque a gente não tem um espaço grande o suficiente para receber todos esses animais”, explicou a presidente da Associação, Fabiele de Souza Trevisan Bergamin.


Outro problema recorrente é a questão do abandono por tutores que adotam um gato ou cachorro e depois desistem da adoção, devolvendo o animal à instituição ou, até mesmo, deixando-o na rua.


“A gente reforça as questões de que é necessário que o tutor seja responsável, alimentando o animal adequadamente e mantendo-o em segurança, pois são essas medidas que ajudam a diminuir a quantidade de animais nas ruas”, alertou a voluntária do projeto, Maria Elídia Natálio.


Por meio do telefone (19) 3571-0295, a prefeitura do município recebe denúncias de abandono e maus-tratos a animais. O Órgão aplica multas no valor de R$ 500 aos infratores autuados.


Denunciar maus-tratos em Teresina - PI


DPMA - Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente

Avenida Raul Lopes, ao lado do Parque Potycabana, Zona Leste de Teresina

Telefone (86) 99449-2387


BPA - Batalhão de Policiamento Ambiental

Av. Duque de Caxias, 3520, Primavera II, Zona Norte de Teresina

Telefones (86) 3225-2748 / 3223-7221 / 3225-2684


DE - Delegacia Eletrônica (online)

Clique no link: dv.pc.pi.gov.br


As denúncias também podem ser feitas em qualquer delegacia de polícia. Denunciar é um ato de cidadania e de solidariedade para com o animal vitimado. Faça a sua denúncia. Os animais agradecem!









Solidarize-se com os animais da APIPA

Solidarize-se com os cães e gatos carentes assistidos pela APIPA. O nosso centro de acolhimento está sempre superlotado, operando com o dobro de sua capacidade, sendo necessário que se faça coletas diárias de doações de ração, material de limpeza, medicamentos veterinários e jornais. Um dia de consumo de ração no abrigo equivale a 25 kg para os cães adultos e entre 12 e 15 kg para os gatos, sem contar os filhotes. Para fazer a higienização do abrigo, usamos diariamente 5 litros de desinfetante e 5 litros de detergente, além de muito saco de lixo, esponjas, vassouras e rodos. O amigo interessado em ajudar pode entregar os donativos diretamente na sede da Entidade, ou ainda, se preferir, fazer as doações em dinheiro por meio de depósitos bancários (contas abaixo).


Feliz Aniversário! APIPA congratula a protetora Temis pelos seus 80 anos A protetora Isabel Moura, que é uma das fundadoras e membro da atual diretoria executiva da APIPA, fala um pouco sobre a importância da adoção de animais carentes e o trabalho que a Entidade desenvolve na reabilitação de cães e gatos resgatados em situação de maus-tratos e abandono (vídeo).


Devido à pandemia, as visitas ao abrigo da APIPA sofreram algumas restrições, sendo agora necessário que o visitante faça prévio agendamento por meio do Instagram.

Como ajudar a APIPA

Existem diversas formas com as quais o amigo pode participar para contribuir com o trabalho assistencial da APIPA. Um modo bem simples e rápido de ajudar é fazer as doações em dinheiro por meio de transferência/depósito bancário (contas abaixo). O amigo também pode fazer doações (online) por meio do PagSeguro. Lembrando que a nossa associação sobrevive unicamente de doações. Não deixe de oferecer a sua solidariedade em prol do bem-estar dos nossos bichinhos carentes. Ajude-nos! Ajude! APIPA pede que as doações continuem durante pandemia Pandemia: APIPA sofre com redução de 70% nas DOAÇÕES ao abrigo Faça a sua doação de ração para cães e gatos: Ajude! Falta ração para alimentar mais de 300 animais famintos CONTAS BANCÁRIAS DA APIPA (doações) CNPJ: 10.216.609/0001-56

  • Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8 Pix: apipa.bbrasil@gmail.com

  • Caixa Econômica Federal Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0 Pix: apipa.cef@gmail.com

  • Banco Santander Ag: 4326 / CC: 13000087-4


Com informações da EPTV

Commentaires


bottom of page